Na nossa viagem de janeiro de 2019, depois de fazer muita conta e estudar (além de juntar dinheiro, claro) optamos por nos hospedar no complexo Universal Studios, para aproveitar os benefícios oferecidos aos clientes destes hotéis. Na verdade, optei por dividir a hospedagem entre Universal e Disney, ficando sem carro e rodando de Uber. Devido aos benefícios que vou apresentar aqui, optei por reservar o Loews Royal Pacific Resort.

No complexo Universal há diversas categorias de hotel:

  • Premier: Loews Portofino Bay Hotel, Hard Rock Hotel e Loews Royal Pacific Resort
  • Preferred: Loews Sapphire Falls Resort
  • Prime Value: Universal’s Cabana Bay Beach Resort e Universal’s Aventura Hotel
  • Value: Universal’s Endless Summer Resort – Surfside Inn and Suites & Dockside Inn and Suites (abertura em julho de 2019)

Os benefícios dos hotéis para os hóspedes, em comum são: transporte gratuito para os parques e a possibilidade de entrar uma hora mais cedo no Volcano Bay e na área do Harry Potter.

Mas o benefício que me fez escolher o Royal Pacific foi ter o Express Unlimited para todos os ocupantes do quarto, desde o dia do check in até o dia do check out.

E o que é o Express? É o “fura-fila” oficial da Universal, que – ao contrário do Fast Pass + da Disney – é pago. E bem pago! Por dia, ele pode variar de 80 a 120 dólares por pessoa (não sei o preço exato, mas esse foi o valor que uma conhecida pagou em janeiro para usar)!

E, no meu grupo de 3, isso seria bem pesado para pagar.

Então, optei pelo  Loews Royal Pacific Resort  porque era o mais barato na categoria premier – somente os hotéis dessa categoria oferecem o benefício do Express já incluído na reserva.

Só o Express, para três pessoas, seria mais caro que a diária do hotel.

E achei a decisão super acertada!

A divisão entre os dois complexos não me atrapalhou, pois não tenho problemas com a questão da bagagem. Foi positivo em muitos aspectos fazer essa troca de hotéis! Vou falar sobre o Pop, hotel que ficamos na sequência em um outro post.

Voltando ao Royal Pacific: ele fica bem perto dos parques e do Citywalk. O acesso de carro também é tranquilo, bem sinalizado e se você tiver um GPS funcionando bem, não há erro.

A recepção é grandiosa, inspirada na região que dá nome ao hotel. Você entra e há muita madeira, esculturas, jardins com elefantes de mentirinha…

No balcão, o atendimento super cordial é encerrado com a entrega daqueles colares de flores!

O quarto era bem espaçoso, mas não conta com micro-ondas, somente um frigobar. Sabendo disso, providenciamos nosso café da manhã para comer no quarto, buscando apenas coisas que pudessem ficar refrigeradas.

O banheiro era bem legal também, e havia amenities bem agradáveis! Os produtos para cabelo eram bons, e havia desde algodão para tirar a maquiagem a creme hidratante.

Dentro do box, uma coisa que acho bem útil: um varal retrátil.

Não costumo lavar roupas em viagens – evito ao máximo, mas a malha térmica, quando usada, eu lavo… Porque senão não dá para usar de novo no dia seguinte!

Voltando ao hotel: além de ele ser bem bonito, ele é muito prático! Ele fica a uma caminhada até pequena da área de entrada dos parques, mas também você pode ir de barco! Essa foi nossa escolha, e era um percurso rápido e tranquilo!

O melhor: a checagem de raio – x para os hóspedes é feita na entrada do barco, logo é muito tranquila, pois não há filas homéricas!

O hotel conta com uma academia (que eu só vi de fora), mas era bem equipada e espaçosa.

Um plus para quem tem crianças é uma área família! Não é uma clubinho para deixar crianças, os pais precisam ficar junto. Mas é uma área enorme, onde à noite havia pipocas, marshmallows… Eles davam brindes para as crianças, como esses lápis e óculos dos Minions. Para os papais e mamães, cafés de vários sabores – só um aviso: a medida de café da máquina é a americana, logo o café é beeeem longo (e aguado).

Eu havia comprado os ingressos antecipadamente, e tinha um voucher em papel que troquei no serviço de concierge.

De tudo, o maior benefício de todos para nós foi o fura-fila! Como, ao contrário do fast pass da Disney, o Express não tem horário pré-determinado, passamos dias tranquilos! Por ser muito perto dos parques, o hotel não requer um deslocamento muito longo. Resultado dessas maravilhas (proximidade e horário livre): não colocamos o despertador para acordar! Com camas deliciosas e um black out que funcionava, as noites foram super bem dormidas e as manhãs deliciosamente preguiçosas! Sem perder nada de importante!

O hotel conta com um serviço de maleiro também, então no dia do check out deixamos nossas malas lá para aproveitar o parque! Lembrando que o Express vale até a meia-noite do dia do check out!

Já estou pensando que na próxima viagem vou fazer a mesma coisa: quebrar a estadia entre hotéis Disney x hotéis Universal.

Quem sabe conhecer outros hotéis do complexo? O Hard Rock Hotel seria uma excelente escolha! Já começo a sonhar com isso!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *