Brasil · Disney

Disney Magic Run Brasília – 2015

No dia 25/10/15 aconteceu em Brasília uma etapa da Disney Magic Run.
E o evento pode ser dividido em dois: uma parte muito boa e uma parte muito ruim.
Vou começar pela parte boa: o dia do evento! Nossa, que delícia! Até o clima ajudou, e não estava aquele sol louco que vinha fazendo em Brasília nos últimos dias de outubro.
A largada estava marcada para as 8 da manhã. Cheguei com maridón e pequena por volta das 7:30, e estava acontecendo o aquecimento, puxado por um professor e Mickey e sua turma!

O clima era muito descontraído.  Ao contrário de outras corridas de rua que já participei, você via que não havia pressa… Famílias fantasiadas e até mesmo uma linda Minnie padrão canino:

 

Eu mesma só fui para a largada depois de tirar fotos, conversar com as pessoas, mostrar o cenário pra minha filha… Foi muito tranquilo.
Garantindo o “Eu fui” antes de mesmo de largar
Havia a corrida de 8km e a caminhada de 3,5km. As camisetas vermelhas eram para quem ia correr. As pretas da turma da caminhada. Quando enfim largamos, fomos devagar, curtindo e tentando encontrar com os amigos que também já estavam lá!
Antes do primeiro quilômetro havia um palco com o Pateta e o Pato Donald. Dava para chegar bem pertinho. O que achei ruim: as comunicações dos personagens eram todas em inglês. Acho que podiam ter feito uma versão em português.
Bem pertinho! Quase rolou um high five!
Seguindo em frente, mais adiante, um outro palco com a Minnie e Pluto. A foto ficou ruim, mas dá para ter uma ideia:
Ao longo do caminho da caminhada, os pontos de hidratação tinham água para não faltar. Os funcionários eram atenciosos e a água estava geladinha!

 

Olhem atrás o estoque de água ainda fechado – era pra não faltar mesmo
Mais à frente, o personagem mais desejado: Mickey. Ele ficava um pouco antes do retorno para quem ia fazer a caminhada:
Cheguei pertinho – mas ele virou na hora da foto
Quando começamos o trajeto de volta já éramos um grupo de uns 10 adultos e umas 8 crianças… Fomos nos encontrando no caminho e foi um passeio gostoso. Apesar de ser um percurso pequeno, para as crianças foi um pouco puxado – e olha que optamos por não fazer os 3,5km todos. Voltamos um pouco antes, e mesmo assim alguns no final já estavam pedindo colo.
Ao chegar, todos receberam uma medalha. E tenho que confessar: de todas as corridas que já fui, essa foi a mais bonita! E olha que não é porque sou apaixonada por Disney não. É porque ela era muito fofa mesmo:
A medalha da corrida não era colorida. Não tirei nenhuma foto no dia, mas um amigo/leitor/entusiasta do blog correu e me mandou uma foto:
Depois de receber a medalha, todos receberam um lanchinho que era uma caixinha de água de côco, uma banana e um sanduíche – nada demais, mas ajudou a acalmar o estômago. Houve sorteios – não ganhei nadinha, infelizmente. No palco o Bruno Heder, apresentador do Disney Channel, comandava a farra, e os personagens apareceram para entregar o troféu dos vencedores:

 

 

Os vencedores das categorias masculino e feminino ganharam uma viagem para a Disney Magic Run de São Paulo em 2016 – o que significa um bom “downgrade“, pois a etapa de São Paulo dá de prêmio uma viagem para uma corrida na Disney… Enfim… Acho que podiam premiar todo mundo igual. Aqui está o resultado final.

E como quem tem amigos tem tudo, eu consegui até tirar uma casquinha do troféu. Esse foi o do terceiro colocado na corrida masculina.

Depois disso, fomos pra casa cansados e felizes. O dia do evento foi ótimo. Pra mim valeu muito a pena, e tudo teria sido perfeito se não fosse a “parte muito ruim”.
E o que aconteceu? Bom, houve um problema com a entrega das camisetas por parte dos fornecedores. E isso gerou uma sucessão de erros e confusões que acabou com o programa de muita gente. Começou com o aviso de que o kit não seria entregue na sexta, dia 23/10/15.
Aviso postado no Facebook e na página do evento
Eu soube a tempo, mas houve gente que foi à arena em vão. Com isso, houve uma grande concentração no sábado de manhã e o grande problema “apareceu”: as camisas de dryfit da caminhada não chegaram. Nossa, pensem na confusão! Várias pessoas na fila, no sol, para chegar lá e descobrir que não havia a camiseta. Foi um auê. O meu amigo (da foto da medalha) foi lá por volta das 11:45 e me ligou, chocado com a confusão. A partir daí comecei a acompanhar pela página do evento no Facebook e a grita era geral. Dava pena… E muita gente revoltada – e não tenho como tirar a razão. Em seguida, a administração da prova postou um aviso – e enviou por email – dando conta de que as camisas da caminhada seriam entregues no dia seguinte a partir das 6 da manhã.
Imaginem o que isso não causou. Para tentar contornar o problema, a administração da prova mandou fazer camisetas provisórias, de malha mesmo. Contrataram empresas de Brasília para tentar resolver a questão. Reconheço a tentativa – conversei com um dos responsáveis e via-se que estavam tentando resolver, houve muito esforço envolvido; mas muita gente não quis nem saber e não quis aceitar a camiseta provisória; novamente, não tenho como tirar a razão: a pessoa pagou por um determinado pacote, que incluía uma linda blusa de dry fit com os botões do Mickey e não recebeu. Sei que a administração da prova teve que abrir um balcão para os pedidos de reembolso. Imaginem o prejuízo – financeiro, de imagem… O desgaste…
Quando eram umas 16h fui à arena tentar pegar os nossos kits. Eu tinha feito inscrição para 8 pessoas. Conseguimos pegar 3 camisas de dry fit (as GG estavam ainda disponíveis). Todas as outras foram de malha.

A vantagem é que nesse dia os personagens estavam lá disponíveis para fotos e eu consegui garantir algumas – a fila estava curtinha e não tinha como não fazer as fotos! E olha que minha filha nem foi… Mas eu sou apaixonada e o marido acho que já se conformou com isso.

Antes de pegar o kit
Depois de pegar o kit
A área já estava montada e até os banheiros químicos ganharam uma graça:

 

Eu sou uma cidadã bastante cricri. Sou mesmo, chego a ser chata. Então, entendo completamente as pessoas que não se conformaram com a falha. Entendo quem vai para a justiça discutir. Entendo quem diz que não podemos nos conformar com pouco e deixar as coisas por isso mesmo.
Ao mesmo tempo, como disse um dos organizadores da prova, o evento era mais que a camiseta. Entendam: novamente não estou tentando minimizar e tirar a razão de quem esperava uma experiência perfeita. Mas eu optei por aproveitar o evento apesar dos problemas – independente de a camiseta ter chegado ou não. E foi muito bom. No sábado, como já fui mais tarde, consegui tirar as fotos e pegar os kits (com as camisetas provisórias). Além da sacolinha linda, ainda vinha um ingresso para o filme “O Bom Dinossauro”, dando um ingresso na compra de uma entrada inteira (logo, duas meias entradas). Estava muito quente, então houve distribuição de água durante toda o sábado. No domingo, tudo correu como eu imaginava. Conheço até quem se decepcionou, achou que haveria “mais magia”… Mas para mim – que já fui a diversas corridas de rua – no domingo o evento foi entregue e foi muito, mas muito legal.
O grande problema é que o nome “Disney” é sempre associado a um padrão de qualidade que gera uma grande expectativa. E realmente, a falha afetou demais esse “padrão Disney” tão esperado.
Acho que houve muitas corridas em sequência, o que pode ter sido crucial para o problema logístico. Sei que foi uma super lição para os administradores da prova – que inclusive ainda tem a responsabilidade de entregar as camisetas de dry fit para quem não recebeu. Haverá uma entrega depois da prova. No fim, quem optou por participar vai ficar com duas camisetas, pelo que entendi: a provisória e a oficial. Isso se acontecer mesmo tudo conforme prometido. Sei que houve gente que nem a camiseta provisória conseguiu. Uma pena. Ninguém planeja um evento para dar nisso. E mais ainda: nenhum consumidor compra um produto para passar por isso.
Muito chato.
Mas, no fim, para mim (e estou falando do meu caso isolado, não estou estendendo esse sentimento para ninguém, ok) o que sobrou foi muita diversão!
Adorei ter essa manhã com minha filha, fiquei super feliz de vê-la se divertindo. Para mim, apesar dos problemas, a magia foi maior.
Espero que as lições sejam aprendidas e sirvam para minimizar erros futuros.
Porque sim, quero que haja mais corridas Disney em Brasília! Quero participar de todas as possíveis! E espero que em 2016 ela aconteça e seja perfeita!
Atualização:
1)só para constar, um tempo depois da prova chegaram, via correio, as camisetas de dry fit faltantes e, de brinde, DVDs Disney. 
2) Em 2016 não houve a corrida em Brasília…
 

Deixe uma resposta